Resumo dos jovens talentos internacionais mencionados na revista Futebolista (Dezembro de 2006 a Dezembro de 2007)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Resumo dos jovens talentos internacionais mencionados na revista Futebolista (Dezembro de 2006 a Dezembro de 2007)

Mensagem  Nelson Oliveira em 03.02.08 11:36

Dezembro 2006
Giovani dos Santos (Barcelona)
Uma das grandes promessas Mundiais. Mexicano, 17 anos, jogador da “cantera” do Barcelona, Giovani deixou a sua marca no Mundial Sub17 onde se sagrou campeão do Mundo e venceu a bola de prata. Médio ofensivo, Gio é um jogador baixo, mas com um grande fulgor físico, um remate letal e uma capacidade técnica assombrosa. Espera agora, obter o passaporte Espanhol para puder representar a principal equipa Blaugrana, equipa pela qual apenas realizou algumas partidas amigáveis onde maravilhou tudo e todos.

Nicolás Millán (Colo Colo)
Chileno, é o mais jovem jogador de sempre ,do seu país, a estrear-se no futebol profissional.
Com 14 anos estreou-se pelo Colo Colo e desde então os grandes clubes Europeus têm-no seguido para todo o lado. Tendo como grande ídolo Cristiano Ronaldo, o chileno apresenta um futebol algo similar ao jogador Português, apostando na velocidade e criatividade nas alas para bater os adversários em dribles constantes e em jogadas de pura fantasia. O seu pai garantiu que o jovem talento não sairá do Chile antes dos 18 anos, resta agora saber se a tentação de jogar num grande Europeu não falará mais alto.

Balasz Farkasz (Dínamo Kiev)
Apelidado de novo Leonel Messi pelo Vice Presidente do clube Ucraniano, Balasz estreou-se recentemente pela equipa profissional, apontando um golo.
Húngaro, actua como médio ofensivo, podendo ser utilizado também mais descaído numa das alas. É bastante vistoso a jogar, pois alia uma grande velocidade a uma fino recorte técnico. Tal como o “astro” Argentino, é algo débil fisicamente, mas compensa com uma grande capacidade de passe e de remate.

Carlos Vela (Arsenal)
Mexicano, Vela revelou-se no ultimo Mundial de Sub17, onde se sagrou campeão Mundial e um dos melhores marcadores da prova.
Ponta de lança, tem um enorme faro pelo golo, apostando em rápidas e inteligentes movimentações para iludir as marcações adversárias. Em frente á baliza é letal.
Após o referido Mundial, Wenger rendeu-se ao seu talento, contratando-o para o Arsenal. Contudo, como forma de amadurecer e crescer para o futebol profissional, tem actuado em Espanha por empréstimo. Depois de na época transacta ter actuado pelo Celta de Vigo este ano actua pelo Salamanca.

Dezembro 2007
Breno – São Paulo
Nascido em 1989, este jovem atleta chegou aos 17 anos á equipa professional do São Paulo, conseguindo de forma surpreendente assegurar uma posição como titular. Recém campeão Brasileiro, Breno é visto como o mais cintilante dos defesas brasileiros da actualidade.
Com 1, 89 de altura, alia força, técnica e agilidade. Ainda denota alguma falta de experiência mas as qualidades que farão dele um central de top estão todas lá.
Tem uma clausula de rescisão a rondar os 15 milhões de euros.

Alex Santos – Vasco da Gama
Numa altura em que se fala de Lulinha, o seu colega de ataque na selecção Brasileira de Sub17 tem denotado qualidades fantásticas. Jogador do Vasco da Gama, é bastante versátil, podendo ocupar qualquer posição de ataque. Forte no um para um, boa visão de jogo e um remate de pé direito de fazer inveja a muitos avançados de renome internacional.
Não deverá ficar muito mais tempo no futebol brasileiro.

Bilyaletidonov – Lokomotiv Moscovo
Nascido em 1985, é hoje em dia titular indiscutivel do Lokomotiv e presença assídua na selecção Russa. Extremo esquerdo, denota grande qualidade técnica e boa velocidade, faltando-lhe ainda uma maior capacidade física para aguentar o choque.
Fala-se no assédio de clubes Espanhois mas para já o atleta refere que quer voltar a ser campeão nacional pelo seu clube.

Mandanda – Marselha
Nascido no Congo, foi ao serviço da selecção Sub21 francesa que dispontou para o Futebol Europeu. Depois de um grande Euro Sub21 em Portugal, Mandanda deu passos largos e seguros que lhe valeram a chamada á titularidade no Marselha.
Com 22 anos, denota agilidade, excelente colocação entre os postes e uma confiança inabalável.
É um dos jovens guarda-redes mais interessantes do Futebol Europeu.

Fevereiro 2007
Aarón Ñiguez (Valência)
Internacional Sub-17, Ñiguez deu-se a conhecer ao Mundo no último Europeu da categoria onde representou o seu país, a Espanha.
Avançado, é dotado de uma grande mobilidade, vagueando pelo ataque á procura do momento certo para atacar a baliza.
Excelentes recursos técnicos, bom posicionamento e uma grande capacidade para aparecer nos espaços vazios, este atleta do Valência é um “matador”, pois é frequente vê-lo marcar muitos e bons golos.
Convocado para alguns jogos oficiais do Valência, estreou-se oficialmente frente á Roma num encontro da Liga dos Campeões. Não terá sido um jogo de boa memória para o Espanhol, pois acabou por sair lesionado com alguma gravidade.

Cristian Zapata (Udinese)
Nascido em 1986, este defesa central de 20 anos é uma grande promessa do futebol Colombiano.
Membro integrante da Selecção Sub-20, venceu o Campeonato Sul-Americano em 2005. Tal feito permitiu-lhe o salto para Itália, assinando pela Udinese.
Depois de passar pelas categorias de base do clube, é lançado na equipa principal pelo carismático técnico Serse Cosmi, e hoje em dia é titular indiscutível da equipa, formando dupla com Felipe no centro da defesa.
Com 1m 86cm, Zapata é um central com qualidade no jogo aéreo e muito forte na marcação. Alia velocidade a poder de antecipação e tem ainda uma grande capacidade para sair a jogar com a bola controlada e a cabeça bem levantada.

Manuel Fischer (Estugarda)
Fischer deu nas vistas no Europeu de Sub-17, sagrando-se um dos máximos goleadores do evento.
Jogador dos escalões de base do Estugarda, este atleta é um ponta de lança puro.
Muito completo, demonstra uma enorme capacidade de luta procurando pressionar alto e forte de forma a recuperar as bolas rapidamente.
Embora não marque a diferente pelo porte físico, alia um bom jogo aéreo a uma forte capacidade de remate com ambos os pés.
É um dos melhores marcadores de sempre das selecções jovens alemãs.

Óscar Ustari (Racing Avellaneda)
“Osqui” é um dos mais promissores guarda-redes da Argentina.
Apesar de sempre ter revelado qualidades inatas para guarda-redes, o Argentino actuou como médio até aos 14 anos, altura em que chega ao Racing.
Os treinadores do clube argentino decidiram fixar o jovem na baliza, e desde então tem tido uma progressão fabulosa. Chegou rapidamente ás selecções jovens do seu País e é no Mundial de Sub-20 na Holanda, onde se sagrou campeão, que se projectou definitivamente para o Futebol Internacional.
Com 1m e 84cm, Ustari denota uma mescla de grande segurança e tranquilidade, demonstrando ainda “reflexos de gato”.
Apesar da juventude dos seus 21 anos, revela confiança e experiência, atributos que lhe valeram algumas chamadas á selecção principal Argentina (onde já se estreou) e ainda o interesse do todo poderoso Barcelona.

Março 2007
Edison Cavani (Danubio)
Uruguaio, Cavani é um típico número 9.
Alto e forte, o Uruguaio denota um excelente jogo de cabeça e uma enorme combatividade na área. Na hora de finalizar denota também um forte pontapé e uma grande frieza em frente ao guarda-redes.
Com 19 anos apenas, é campeão Nacional do Uruguai pelo Danubio, onde apontou 5 golos em 13 jogos.
É a grande figura da Selecção Sub-20 Uruguaia e ruma agora para a equipa italiana do Palermo.


Juan Pino (Medellín)
Colombiano, foi provavelmente o jogador com melhores prestações no Campeonato Sul-Americano de Sub-20 que findou recentemente.
Destro, tem um grande domínio de bola, fazendo da criatividade e da capacidade de drible o seu cartão de visita.
É exímio a pensar e construir jogo, um verdadeiro número 10.
Necessita contudo de melhorar a capacidade física.

Cáceres (Defensor Sporting)
É também ele uruguaio e conta com 19 anos de idade.
Bem constituído fisicamente, é um jogador com uma capacidade de marcação assinalável e forte no jogo aéreo (fruto da sua boa impulsão).
De realçar também a sua capacidade para fazer golos, pois como central tem a invulgar capacidade de rematar forte e colocado, o que lhe permitiu apontar 4 golos em 14 jogos na temporada que findou, pelo Defensor.

Alexis Sanchez (Colo Colo)
Este Chileno de 18 anos deixou grandes impressões no último Sul-Americano Sub-20.
A actuar no lado direito no ataque, mas dotado de uma grande polivalência, este jogador denotou uma fantasia notável. Capacidade de drible, boa criatividade, excelente visão de jogo e velocidade de movimentos fazem deste jovem uma das grandes promessas do futebol sul americano.
Depois de se formar no Cobreloa transferiu-se para a jovem equipa do Colo Colo. Diz-se que está a caminho da Europa.

Novembro2007
Thiago Alcantara (FC Barcelona)
Um verdadeiro Globetrotter. Filho de Mazinho, ex internacional Brasileiro, nasceu em Itália, começou a jogar futebol no Flamengo, transferiu-se para o Ureca de Espanha e em 2004 assinou pelo Barcelona.
Thiago é um médio criativo elegante e dotado de uma grande relação com bola. É forte num um para um e extremamente eficaz no passe. Os clubes Ingleses estão de olho. Tem 16 anos.

Ilsinho ( Shaktar Donestk)
Com 22 anos, Ilsinho é um dos maiores promissores laterais direitos do Futebol Internacional.
Começou nos escalões de base do Palmeiras tendo sido contratado mais tarde pelo São Paulo. É na equipa Paulista que começou a demonstrar a sua eficácia defensiva e sobretudo a sua grande qualidade ofensiva. Um belo pulmão que lhe permite subir frequentemente e tirar cruzamentos milimétricos. Boa qualidade técnica. Joga actualmente na Ucrania.

De Gea ( Atlético Madrid)
Com apenas 17 anos, De Gea é visto como sucessor de Van de Sar, pelas parecenças físicas e de estilo que tem com o guarda-redes Holandês.
Formado nas escolas do Atlético, é um atleta bastante alto, com boa agilidade e excelente noção de posicionamento entre os postes. No último defeso brilhou no Mundial de Sub17 e aguarda agora uma chamada à equipa principal.

Reimond Manco (Alianza Lima)
Este Peruano de apenas 17 anos, começou a revelar qualidade para o Futebol na Venezuela onde viveu dos 2 aos 8 anos. Actualmente no Alianza Lima, Manco é um avançado bastante versátil que deslumbra pela sua capacidade técnica, pela sua capacidade de improvisação. Fortíssimo no um para um, é capaz de deixar várias adversários para trás antes de surpreender o guarda-redes adversário com um remate de classe. Tem um largo futuro á sua frente.

Nelson Oliveira
Admin

Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/01/2008
Idade : 35

Ver perfil do usuário http://www.futeboldeataque.blogspot.com / www.futebolices.blogsp

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum